Skip to content

Preciso das minhas pessoas

Preciso das minhas pessoas

Sara Guia de Abreu
12/11/2021
“Como estás?” — gostava que me perguntassem mais vezes. Não como está o meu bebé. Eu. Como é que eu estou de verdade. Bastaria um “estás bem?” de vez em quando.

Minha Camila.

Ana Jorge
05/11/2021
Olhar-te-ei sempre. E ver-te-ei, sempre. A seres o que quiseres ser, a sonhares o que quiseres sonhar.

O meu parto

Anónimo
05/11/2021
va informada e sabia muito bem o que queria mas estava sozinha, sem obstetra, sem doula, sem pediatra, sem equipa consistente que nos acompanhasse, protegesse e defendesse aos 3.

As mãos das mães

Joana von Bonhorst
04/11/2021
As mãos que carregam que escolhem tiram e voltam a pôr daqui para ali de dentro para fora de si para todos

Que maravilha

Joana von Bonhorst
03/11/2021
É maravilhoso como os nossos filhos podem ser bolhas de oxigénio para a nossa família. Bombas revitalizadoras que dão energia e alento. Que esticam o tempo e a vontade. Que dão coragem e propósito. Como com eles, nasce tanta gente.

Mãe força, mãe coragem, mãe amor

Ana Jorge
02/11/2021
Disse-me um grande amigo no outro dia que quando foi pai percebeu que nunca amamos tanto os nossos pais quanto eles nos amam a nós, apesar de passarmos uma parte tão grande da nossa vida na sua órbita.

Ao relento

Joana Filipe
26/10/2021
Os nove meses em que carreguei o Benjamim foram serenos. Cheguei a prender o olhar no do Filipe para lhe dizer, Não sei se vou querer engravidar de novo, mas sumidos os enjôos, rasurada ficou a afirmação.

This too shall pass

Anónimo
26/10/2021
E pronto, estas 2h30/3h são o nosso balão de oxigénio, são essenciais para acordar frescos e fofos mesmo só com 7h de sono. Mas e quando de repente desaparece?

Quero ser mãe

Joana von Bonhorst
25/10/2021
Há pouco tempo qualquer coisa encaixou. Não sei o quê, não sei quando. Mas passei a apreciar o tempo que passo com o meu filho, a borrifar-me mais para a parte chata e prática da coisa, e a aproveitar o momento.

A minha irmã não quer ter filhos

Andrea Guerreiro
21/10/2021
Porque é que as pessoas têm filhos? Para quê? Falamos disto tantas vezes, eu e ela. “Será que não veem que lixaram por completo as suas vidas?”, dizemos ambas.

Não aceito esta culpa!

Joana von Bonhorst
28/09/2021
A culpa. A merda da culpa é o que mantém isto a mexer. O falhar. O verbo do demónio. Eu não quero falhar nem quero sentir que estou sempre a falhar. Ninguém quer falhar. Ninguém quer falhar com um filho. Então, toca a ouvir e a ler e a embarcar em teorias. A mãe, o pai e às vezes até o bebé que se lixe porque se lemos no sítio x ou y é o que temos de fazer. Onde é que está o raio da intuição? O «o amor basta», do «o teu filho só precisa de ti», «mãe feliz, bebé feliz»??

Separation Anxiety

Ana Jorge
21/09/2021
Assim que os vejo sair pela porta, de manhã, com o pai, para me poder preparar e começar o dia de trabalho, o meu coração aperta-se e naquele instante sinto-me a pior mãe do mundo.