Skip to content

A primeira

A primeira

Anónimo
13/03/2022
Não as posso culpar. Não sabem por aquilo que estava a passar. Não conseguiam dar-me aquilo que precisava naquele momento e eu já não era a amiga que tinha a disponibilidade de antigamente.

As amizades no pós-filhes

Ana Jorge
09/02/2022
Hoje, dois anos depois, tenho a certeza que, quando foi mãe, a amiga que mais me estendeu a mão se sentiu abandonada por mim. Como não? A maternidade atropela-nos, desfaz-nos e volta a fazer-nos e de repente já não somos nós, mas nós e esta nova pessoa que vive aqui dentro. A Mãe.

Foi a covid, não foi?

Anónimo
04/01/2022
Há dias em que me sinto tão sozinha, que me agarro ao meu filho e tento procurar nele o carinho das minhas amigas. Vivo atarefada o meu dia a dia, com a escola, com o trabalho, com a casa, com as compras, com a sopa… E sinto muitas vezes que só cá estou a sobreviver.