Skip to content

No final não há medalhas

No final não há medalhas

Ana Pessoa
14/02/2022
Vivemos num sistema que nos quer convencer de que tudo isto (nascer, crescer, cair, morrer) é um concurso e de que só os melhores ganham. Ando muito farta da ideia de que as mulheres têm de ser as mais bonitas, as melhores mães, as melhores esposas, as melhores cozinheiras, lavadeiras, enfermeiras.

Um dia de cada vez

Anónimo
14/01/2022
. Ao quarto mês da licença resolvi que ia utilizar a licença prolongada. Até aos 9 meses dela fomos só nós e um amor que só aumentava a ver todos os primeiros passos, palavras, gestos, tudo. Fui mãe a tempo inteiro durante 9 meses e não trocava esse tempo por nada.

It takes a village

Margarida Vaqueiro Lopes
13/01/2022
Depois, a certeza: há muita gente que faz isto e, portanto, não serei eu a não conseguir fazer. Mas – e é aqui que tudo fez a diferença – não fazem sozinhos. Há tantos pais e mães solteiros, viúvos, separados que têm filhos perfeitamente felizes e saudáveis no mundo, que a coisa não pode ser impossível. Só é mais difícil. Mas pedir ajuda torna o caminho um bocad(ã)o mais simples.
Mariana Saraiva
19/11/2021
Sei, sim, que perante isto, entre outras coisas é muito importante que as pessoas à nossa volta estejam preparadas para receber-nos na nossa tristeza, acolher também a nossa perda e a nossa solidão demolidora e deixarem-se só estar por ali, presentes.

Maternidade a tempo inteiro

Eva Couteiro
10/10/2021
Ser mãe a tempo inteiro, é levar com olhares, bitaites, recados a tempo inteiro. Sinto-me muito sozinha, muito deslocada, muito chutada para canto. A maior parte dos meus amigos não têm filhos e os que têm, vivem noutros lugares e ainda que tentemos estar juntos, não acontece tanto como todos gostaríamos.

Bullying às mães

Sara Abreu
05/10/2021
rtos para a parentalidade positiva, para as questões ambientais e sobretudo para a melhoria das condições para um parto respeitado. Informação é, de facto, poder.

Navegando

Anónimo
05/09/2021
Nós mães temos esta tendência (ou mesmo necessidade) de provar aos outros que somos capazes, que a maternidade não nos tirou neurónios nem motivação, especialmente no que ao trabalho diz respeito. É que uma mãe consegue tudo, repito para mim mesma.

A nossa aldeia

Ana Jorge
25/08/2021
Confesso que em muitos momentos, a tarefa de criar os nossos filhos longe da família, me parece absurda e impossível de concretizar. Quando tivemos o Lucas, em plena pandemia, o país estava fechado. Nenhum membro da nossa distante aldeia nos pôde ajudar.

Mãe-Avó

Joana Maria
23/08/2021
Todas as minhas necessidades, até as mais básicas, foram completamente passadas para segundo plano.

Amamentar é um acto político

Maria Salgado
09/08/2021
Amamentar se for assim totalmente sem stress e em bom requer 25% da energia do corpo (para comparação o cérebro requer 20%), amamentar durante 1 ano equivale a cerca de 1800h de trabalho (para comparação um full time são 1920).

Metamorfose ambulante

Maria Salgado
24/06/2021
O problema é que para es cuidadores estarem física e mentalmente disponíveis para e seu bebé eles precisam de apoio na retaguarda — a tal da rede de apoio! — porque é fundamental cuidar de quem cuida e o que queremos não é andar à tona, queremos tudo bolas!, queremos estar mesmo bem e a curtir e estar disponíveis.

Amamentação porque é difícil

Leonor Ferreira
04/06/2021
Como qualquer mãe, renasci confusa, fui engolida por um mundo novo para o qual ninguém me preparou. Há coisas que só se entendem quando passamos por elas, mas também há assuntos tabu na maternidade, mesmo entre mulheres que são íntimas.