Skip to content

O tempo é agora, mãe

O tempo é agora, mãe

Nelma Viana
10/03/2022

As amizades no pós-filhes

Ana Jorge
09/02/2022
Hoje, dois anos depois, tenho a certeza que, quando foi mãe, a amiga que mais me estendeu a mão se sentiu abandonada por mim. Como não? A maternidade atropela-nos, desfaz-nos e volta a fazer-nos e de repente já não somos nós, mas nós e esta nova pessoa que vive aqui dentro. A Mãe.

Só os três

Liliana Monteiro
27/01/2022
Depois desta montanha-russa. Depois de catorze meses e ainda me sentir em pleno pós parto. Depois de tanto tempo e só, muito recentemente, me começar, aos poucos, a sentir mulher, a sentir-me eu. Depois destes catorze meses que parecem três anos decidi que não consigo nem quero passar por outra gravidez, por outro filho.

It takes a village

Margarida Vaqueiro Lopes
13/01/2022
Depois, a certeza: há muita gente que faz isto e, portanto, não serei eu a não conseguir fazer. Mas – e é aqui que tudo fez a diferença – não fazem sozinhos. Há tantos pais e mães solteiros, viúvos, separados que têm filhos perfeitamente felizes e saudáveis no mundo, que a coisa não pode ser impossível. Só é mais difícil. Mas pedir ajuda torna o caminho um bocad(ã)o mais simples.

Não quero ter mais filhos

Margarida Vaqueiro Lopes
27/11/2021
Ninguém é bom pai ou mãe se estiver a lutar contra a sua vontade. Ninguém é bom pai ou mãe se estiver a mentir a ser mesmo. Ninguém salva relações, constrói famílias felizes ou é verdadeiramente pleno se não começar por ser absolutamente honesto consigo mesmo.

Maternidade a tempo inteiro

Eva Couteiro
10/10/2021
Ser mãe a tempo inteiro, é levar com olhares, bitaites, recados a tempo inteiro. Sinto-me muito sozinha, muito deslocada, muito chutada para canto. A maior parte dos meus amigos não têm filhos e os que têm, vivem noutros lugares e ainda que tentemos estar juntos, não acontece tanto como todos gostaríamos.

Há coisas que ninguém sabe

Anónimo
03/09/2021
Acredito que seja confuso ou até inconcebível para quem vê de fora. É difícil explicar a ambiguidade de sentimentos – tal como na maternidade – quando se ama mas se quer voltar a ser livre (como se não houvesse liberdade nisto).

Duas filhas e uma empresa

Susana Santos
31/08/2021
Mas vivo com esta culpa constante porque sinto que, sempre que estou a trabalhar, estou a falhar com as minhas filhas, e sempre que não estou, estou a falhar com a Le Mot.

Antes

Anónimo
29/07/2021
Tenho saudades do antes. Juro que tenho. Para mim o mais difícil não tem sido criar o meu filho. Eu conheço-o. Ele diz-me se estou a ir bem ou não (mesmo que um parabeno ou outro lhe caia na pele).

Do clickbait à representação

Ágata Xavier
24/07/2021

Ter filhos custa muito: ensaio para um fluxograma

Ágata Xavier
25/06/2021

A constante

Joana von Bonhorst
08/06/2021
A maternidade não é excepção. Há lutas a serem travadas, expectativas, opiniões e um batalhão de comparações prontas a serem disparadas. Há revolta, frustração e uma data de banalidades e coisas supérfluas (sobretudo aquelas que nos impingem e querem vender).