Skip to content

O sonho de ser mãe é maior

O sonho de ser mãe é maior

Anónimo
15/02/2022
Não podia ser. Não me podia estar a acontecer a mim. Uma mulher saudável, de 29 anos, primeira gravidez. E agora?

Tomás e Duarte

Anónimo
10/01/2022
Um ano de sobrevivência, dor, impotência, reconstrução, todo um processo de luto e aceitação de que nem sempre tudo corre bem, como aos outros ou como planeamos.

Só nesse momento percebi

Anónimo
18/11/2021
Tinha férias marcadas e não podia fazer nada porque as dores não passavam com o Brufen que a médica me disse para tomar só em sos. Estava revoltada comigo e com a minha sorte. Com o meu corpo que não colaborava. Com a infertilidade de casal.

5 anos

Anónimo
24/10/2021
Durante algum tempo enterrei o meu sonho de ter um segundo filho. Não conseguiria passar por nada semelhante. E ainda por cima, nunca seria como sonhei: dois filhos com idades próximas.

O tabu da perda gestacional ainda existe

Alexandra Simões
19/07/2021
“Não contes enquanto não tens a certeza que está tudo bem.” “Não contes já que pode dar azar.” “Se contares a alguém, que seja a quem queiras que esteja lá para ti no caso de acontecer alguma coisa.” E nisto, carregamos o medo às costas.

Carrossel

Maria
01/07/2021
Ponho a mão na barriga e sei que não está lá nada, nem vai estar, já decidimos, mas tenho de repetir para não me esquecer.

O meu bebé morreu

Anónimo
23/06/2021
Como se ser normal fizesse a morte de alguém doer menos, afinal toda a gente morre e isso, também, é normal… O meu bebé não deixou de ser o meu bebé por ser pequenino, ser um embrião e ser “só células”.