Skip to content

Querido filho

Querido filho

Anónimo
24/03/2022
As noites são tramadas. Mas têm um fim. Porque depois, o sol nasce e tu acordas com o teu maior sorriso, dás-me o teu maior abraço e ficamos os dois na caminha enquanto o pai já se levantou e foi trabalhar cheio de sono (e eu cheia de culpa por não conseguir que durmas para o pai deixar de ter as olheiras que tem!).

A noite

Alexandra Simões
15/03/2022
Mas a noite… A noite é sempre difícil. Especialmente quando o pai está no turno da noite e eu fico sozinha com ele. Presa a estes bracinhos curtos mas os que já alguma vez me agarraram com mais força. Será que já dorme?

Só os três

Liliana Monteiro
27/01/2022
Depois desta montanha-russa. Depois de catorze meses e ainda me sentir em pleno pós parto. Depois de tanto tempo e só, muito recentemente, me começar, aos poucos, a sentir mulher, a sentir-me eu. Depois destes catorze meses que parecem três anos decidi que não consigo nem quero passar por outra gravidez, por outro filho.

This too shall pass

Anónimo
26/10/2021
E pronto, estas 2h30/3h são o nosso balão de oxigénio, são essenciais para acordar frescos e fofos mesmo só com 7h de sono. Mas e quando de repente desaparece?

Dar guarida à insónia

Joana Filipe
20/05/2021
Não despertamos, embora tenhamos cruzado o olhar por uns segundos. Estamos ali, entre o cá e o lá, entre a parca lucidez e o transe.