Skip to content

A nós os dois, filho

A nós os dois, filho

Sofia Ramos
12/12/2021
Lembro-me de querer sair dali e que não iria aguentar mais toques daqueles. Só pensava que seria um processo normal de indução, que tinha que aguentar e ser forte pelo meu bebé, mas algo me dizia que não podia ser feito com tanta violência e com tanta falta de empatia, mas também pensei talvez o problema fosse meu, em não conseguir tolerar tanto a dor.

O nascimento do meu primeiro filho matou o meu segundo filho

Anónimo
22/11/2021
Precisei de dar nome a isto: violência obstétrica, e de me tornar vítima. Porque só sentia culpa, culpa de não me ter informado mais, de não ter tido uma doula, de não ter sido mais assertiva, de não ter reclamado logo no primeiro dia, no primeiro momento.

31 de Outubro de 2021

Mónica Oliveira
14/10/2021
Não me deram a mão, não me disseram que ia ficar tudo bem, não me abraçaram, ninguém me reconfortou ou parabenizou pelo bebé lindo que acabara de ter. Sabiam-me sozinha, mas ninguém teve compaixão por mim.