Skip to content

Língua-Mãe

Língua-mãe - Gabriela Gomes

Gabriela Gomes

Li «Língua-Mãe» de enfiada. Como não se devem ler os livros de poesia.

Quero lê-lo de novo, uma e outra vez porque sei que de todas as vezes guardarei algo novo.

“A Língua-mãe é forte e frágil ao mesmo tempo, como uma mãe em resguardo que precisa seguir em meio a transmutação (…). Este livro é para que a minha filha conheça a história da sua mãe e da sua língua imperfeita.”

Não sei se haverá maior tesouro do que escrever-se para registar o seu próprio processo de auto-descoberta e reencontro, não para si mas para a maior materialização da reinvenção – um filho.

“e todas as coisas do mundo estavam à espera da matilda para exercerem seus papéis. o sol estava à espera para brilhar, as àrvores para crescer, as coisas todas estavam à espera do seu nascimento, palavras para serem escritas, os avós para serem avós, o papai para ser papai, a mamãe para ser mamãe, o meu leite esperou você chegar. (…)

outras leituras

As Invisíveis

As Invisíveis

Rita Pereira Carvalho
Golden Month: Caring for the World's Mothers After Childbirth - Jenny Allison

Golden Month: Caring for the World’s Mothers After Childbirth

Jenny Allison
Teoria King Kong

Teoria King Kong

Virginie Despentes