Skip to content

Mãe-Avó

escrito por: Joana Maria

23/08/2021

No sábado o meu Little Alien fez 9 meses, se há coisa que ele me obrigou a fazer na vida foi a reordenar todas as minhas prioridades. Estou com fome? Não quero saber, primeiro vou dar-lhe comida. Preciso de ir à casa de banho? Vou daqui a bocado quando ele acordar, está a dormir tão bem no meu colo, mal seria se a minha bexiga rebentasse agora. Quero tomar banho? Tomo à noite quando ele estiver a dormir porque agora vou brincar com ele. E vai por aí fora.

Todas as minhas necessidades, até as mais básicas, foram completamente passadas para segundo plano. Não estou a dizer isto para me queixar, nem sequer o promovo também porque a verdade é que acredito que temos de cuidar de nós para conseguirmos estar no nosso melhor para os nossos filhos mas, é um facto que ele se tornou o number one da minha vida e se este ser precisa de mim estou lá para o que der e vier.

Isto, para vos contar que há uns dias atrás fomos a casa da minha mãe e quando íamos começar a jantar o Little Alien lembrou-se que não queria estar sentado e queria colo, claro que me levantei logo para ele não chorar e como sempre a minha fome passou para segundo plano, a minha mãe ao ver-me levantar disse logo que nem pensar, para me sentar e jantar, deixou a fome que podia ter de lado, levantou-se muito rápido e pegou nele ao colo, eu sentei-me e fiquei a olhar aquela cena, que incríveis que são as mães, a minha mãe ainda hoje faz por mim, o que faço por ele, e agora faz pelo neto também. É isto que querem dizer com a expressão que as avós são mães duas vezes?

outras entradas no diário

Amor em letras (i)números

Margarida Carrilho
04/04/2022
Mas nos dias em que penso muito o que mais penso é no peso desta dança descompassada Mas que é bela, tão bonita É mar profundo e escuro

Um dia normal

Marta Cruz Lemos
03/04/2022
Barriga cheia, senta entre nós, brinca com a caixinha de tralhas que já tenho a postos na mesa de cabeceira, canta, pede abraços, dá beijinhos. Aguenta uns 20 minutos até termos de nos levantar à pressa, que o senhor quer explorar e não quer ir sozinho.

um dia bom

Maria Veloso
01/04/2022
Acaba março, não sinto aquela excitação do costume, nem com a mudança da hora. Não houve inverno, houve pandemia. Não há dias normais.